Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2013

O MITO DA PREEXISTÊNCIA DA ALMA EM PLATÃO

A obra Separation in the Evening, de Paul Klee
O mito da preexistência da alma em PlatãoA alma aspira ao mesmo estado de identidade e imutabilidade, sendo também, como elas, imortal Entre os numerosos conceitos elaborados ou esboçados por Platão em seus diálogos, um dos que mais marcaram a reflexão filosófica posterior foi, certamente, o de alma. Em diálogos fundamentais como Fédon, República e Fedro, o filósofo, afastando-se da mais remota tradição homérica e acolhendo algumas ideias filosóficas e religiosas mais recentes, propôs uma visão sobre o homem na qual a noção de alma desempenha papel central e está intimamente associada às principais características e aspectos de seu pensamento, voltado para a elaboração de uma ampla e consistente explicação sobre a realidade (ontologia), uma forma de conduta individual (ética) ou na cidade (política), além de uma compreensão do divino  (teologia). Em todas essas facetas de sua filosofia, razoavelmente distintas, mas sempre solidárias, Platão…